Exame de Títulos nos Concursos

Estudar com afinco e se preparar muito são pré-requisitos para quem quer ser aprovado em um concurso público. Porém, esses não são os únicos fatores capazes de garantir a vaga do candidato. Dependendo do tipo de concurso, os títulos do candidato são um pequeno detalhe que podem fazer toda a diferença na pontuação e garantir a sua classificação.
Podem ser considerados como títulos, dependendo do edital do concurso, documentos que comprovem a experiência profissional, diplomas em cursos de nível superior e de pós-graduação, publicação de livros e trabalhos científicos e premiações.
Segundo a Resolução n.º 75 do Conselho Nacional de Justiça, para concursos que possuem prova de títulos, o doutorado, o mestrado e a pós-graduação correspondem à pontuação de dois, um e meio ponto respectivamente. Embora tal pontuação não pareça relevante, em concursos extremamente concorridos, o candidato que não possui títulos pode simplesmente não pontuar ficando cada vez mais atrás de seus concorrentes.
Em concursos públicos como os da Câmara dos Deputados, Senado Federal e Petrobrás, que possuem um grande número de candidatos, a prova de títulos costuma ser um grande diferencial na hora da classificação, sendo que, uma pós-graduação nesses casos torna-se quase imprescindível.
Vale destacar que, a prova de títulos não possui caráter eliminatório, mas sim classificatório. Portanto, a pontuação dessa prova somente irá compor a avaliação do candidato se este alcançar a pontuação adequada na prova eliminatória.
É importante que o candidato também atente ao título que tem em mãos. É necessário que seja um título de validade nacional, portanto, é preciso atentar às informações da instituição e do curso antes de se candidatar a uma pós-graduação, por exemplo.

Muito além do edital

Uma pós-graduação, além de um diferencial na prova de títulos, pode ser também um diferencial na própria vida profissional do candidato empossado. Em diversas carreiras públicas ligadas ao Estado e ao Governo, o profissional que conta com um título de pós-graduação pode ter uma remuneração melhor.
Para alguns concursos, em especial da área jurídica, a pós-graduação também é um diferencial na formação do profissional.  Isso porque a pós oferece um maior aprofundamento técnico no estudo jurídico que, além de não ser o mesmo enfoque dos cursos preparatórios, ajuda o profissional a ter uma visão mais ampla e completa acerca do Direito.

Para toda e qualquer profissão, buscar manter-se atualizado e estudando é de extrema importância, em especial considerando as constantes mudanças presentes no nosso cotidiano. O concurseiro que almeja cargos mais altos, bem como, melhores concursos, não deve deixar de ter o foco nos estudos e na atualização. Nesse sentido, uma pós-graduação é sempre bem vinda, antes de conseguir o sua aprovação, ou durante a sua carreira pública.
Imprimir