Diretor da PF Autoriza Concurso

Ótima notícia para quem deseja ingressar na Carreira Policial, o Diretor da Polícia Federal (PF), Leandro Daiello, autorizou e encaminhou o processo para a realização de um novo concurso. O certame já estava sendo esperado para os cargos de Delegado e Perito, sobretudo a excelente noticia é que, o Diretor da Polícia Federal, salienta que além desses 2 cargos, também terão vagas para Agente e Escrivão.

Vale lembrar que, com o decreto 8.326, de 10 de outubro de 2014, o órgão não precisa mais de autorização por parte do MPOG para realizar novos concursos, necessitando apenas de um parecer do Diretor da Polícia Federal.

Requisitos e vagas

Para ingressar na Polícia Federal , o candidato precisa possuir o ensino superior completo, ter idade mínima de 18 anos e carteira de habilitação, a partir da categoria B.

A Polícia Federal tem como objetivo oferecer, 1.758 vagas para preenchimento em seu quadro de pessoal. Em que, 1.200 são para os cargos de Escrivão e Agente, com 600 vagas cada. Já os cargos de Delegado e Perito visam preencher 558 vagas, sendo 491 para Delegado e 67 para Perito.

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Boudens, comunicou em julho do ano passado, que o cargo de agente é o mais carente de pessoal, necessitando de pelo menos 6 mil policiais. “A PF desempenha uma série de atribuições de fiscalização e controle que são de responsabilidade desses servidores”, frisou.

Remuneração

A remuneração inicial de Agente e Escrivão, já com o reajuste deste ano são de R$11.897,86, já incluindo o auxílio-alimentação, de R$458 e pode alcançar R$ 18.651,79. Já a remuneração dos cargos de Delegado e Perito pode chegar a quase R$ 31.000,00.

Das Provas e Etapas

Geralmente, os certames da PF são realizados pelo Cespe/UnB, seguindo as seguintes etapas:

  • Provas objetivas e discursivas;
  • Exame de aptidão física;
  • Exame médico;
  • Avaliação psicológica;
  • Avaliação de títulos;
  • Prova oral (apenas delegado); e
  • Curso de formação profissional.

As provas são aplicadas em todas as capitais e os aprovados são inicialmente lotados justamente nas regiões de fronteira.

O quê estudar?

No último certame, as provas foram elaboradas com as seguintes disciplinas:

  • Para o cargo de Agente da Polícia Federal
  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Atualidades
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Administração
  • Noções de Contabilidade
  • Noções de Economia
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Legislação Especial
  • Para Delegado PF:
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Criminologia
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Previdenciário
  • Direito Financeiro e Tributário
  • Direito Internacional Público
  • Direito Empresarial
  • Para Perito da PF

O último concurso para o cargo de Perito PF foi dividido em áreas. Assim, a banca CESPE elaborou edital que pedia conhecimentos comuns de todos os candidatos e conhecimentos específicos, conforme a área que o candidato optasse por concorrer. Na prova específica foram cobrados conhecimentos de ciências contábeis ou econômicas, engenharia em diversas especialidades, ciências da computação, geologia, química, biomedicina, medicina, odontologia e farmácia. Já na prova de conhecimentos comuns foram cobradas as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Atualidades
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Legislação Especial

Requisitos e Atribuições dos Cargos

  • DELEGADO DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

ATRIBUIÇÕES: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais, participar do planejamento de operações de segurança e investigações, supervisionar e executar missões de caráter sigiloso, participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o Órgão na consecução dos seus fins.

  • PERITO CRIMINAL FEDERAL

ATRIBUIÇÕES: realizar exames periciais em locais de infração penal, realizar exames em instrumentos utilizados, ou presumivelmente utilizados, na prática de infrações penais, proceder pesquisas de interesse do serviço, coletar dados e informações necessários à complementação dos exames periciais, participar da execução das medidas de segurança orgânica e zelar pelo cumprimento das mesmas, desempenhar outras atividades que visem apoiar técnica e administrativamente as metas da Instituição Policial, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

  • ESCRIVÃO DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

ATRIBUIÇÕES: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais, dirigir veículos policiais; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

  • AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

ATRIBUIÇÕES: executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

 

 

 

Imprimir