Avaliação Psicológica nos Concursos

Muitos cargos, além da avaliação de múltipla escolha e provas de títulos, exigem também a avaliação psicológica. É nela que o candidato será avaliado e eles saberão se ele tem o perfil para a profissão. Em concursos públicos é frequente essa avaliação em carreiras policiais, que trabalharão com necropsia, crimes, entre outros. Nos demais não é comum ter essa avaliação.
Você passará por essa avaliação? Embora não haja uma formula pronta que faça com que você seja aprovado, é importante ler sobre o perfil que o edital procura e sobre as competências exigidas para o cargo.

Veja dicas que vão auxiliar no seu processo de aprovação

Identifique o seu perfil

O que você gosta e o que detesta fazer? Essa pergunta pode parecer estranha, mas só assim você saberá exatamente qual a vaga que você tem o perfil para ocupar. Se você não chega perto de pessoas mortas, por exemplo, não poderá ser um auxiliar e necropsia, concorda?

Leia o edital atentamente

As competências estão descritas no edital e nele você conseguirá saber todas as habilidades que o cargo pleiteado pede. Por isso, leia com atenção e veja se você é a pessoa certa para o cargo pretendido. Tem condições de assumir todas as funções e exercer as tarefas da melhor maneira?
Por exemplo, se você não gosta de correr riscos terá dificuldades em trabalhar em um cargo que exija isso. Essa dificuldade, provavelmente será notada na avaliação psicológica, ou seja, este não é o cargo para você.

Não busque macetes

Não existe fórmula, por isso, não busque macetes ou respostas prontas. Por que não fazer isso? A primeira coisa é porque você poderá ficar ainda mais ansioso, se cobrando para não esquecer nenhuma das respostas. Além disso, poderá parecer artificial e isso acabará o tirando da seleção.

Nada de estimulantes

Comprimidos de cafeínas para ficar mais atento? Não, essa não é a melhor opção. O risco de você acabar tendo um comportamento pouco natural, o que é péssimo para uma avaliação psicológica, é grande. Por isso, prefira uma boa noite de sono, com boa comida e muito descanso. Essa é a melhor maneira de estar bem para a hora da prova. Deixe as bebidas de lado também.

Distração

No dia anterior, para ajudar a ficar mais calmo, faça atividades diferentes, leves e interessantes como ler um bom livro ou assistir aquele filme que você está programando há tempos. Faça atividades prazerosas e que não sejam cansativas demais.

Seja você mesmo

Vá com calma e preste atenção nas orientações do teste. Caso tenha dúvidas pergunte e peça para repetirem as instruções. Seja transparente e não tente passar uma imagem de algo que você não é, pois isso pode te prejudicar na avaliação. Se tentar disfarçar ou encenar, o profissional irá perceber e você perderá pontos na avaliação. Cuidado.

Imprimir